mergulho-ilha-de-guam

Mergulho na ilha de Guam

Apesar de vida marinha não ser o forte da Micronésia — especialmente em Guam, onde as batalhas navais do passado prejudicaram em muito o meio ambiente submarino, que até hoje ainda não se recuperou totalmente — a água ali é quente e cristalina, os corais são belíssimos, e todas as praias da ilha oferecem condições ideais para o snorkeling. As mais famosas são Gun Beach (que tem este nome por preservar um antigo canhão usado durante a guerra), Gab Gab Beach, próximo da base naval americana, e o Merizo Pier Park, que tem estrutura para uma infinidade de esportes náuticos e um pier que facilita a entrada no mar.

Já para o mergulho autônomo, há mais de 30 pontos ao redor da ilha que podem ser visitados de barco por mergulhadores habilitados, com auxílio de operadoras.

Outro destaque ao longo de uma área extensa do litoral da ilha é o War in the Pacific National Park, que apresenta reproduções de trincheiras, canhões, veículos de guerra e outras memorabilias, que contam aos visitantes a história dos combates pelo controle das ilhas do Pacífico.

No geral, Guam tem acomodações para todos os bolsos e gostos. Não é à toa que é conhecida como uma versão mais barata do Havaí. Resorts à beira-mar, ultra confortáveis, têm preços razoáveis. O que torna aquela bela ilha mais distante para nós, brasileiros, é justamente o preço da viagem. A melhor forma de se chegar a Guam é com conexões via Tóquio.